Nem só nos livros está o aprendizado: o cinema pode ser uma importante ferramenta para ensinar, muitas vezes, de forma bastante simples e didática, sobre conteúdos técnicos relevantes para nosso repertório. Se você se interessa por finanças e investimentos, vale a pena dedicar um pouco de tempo para assistir a alguns filmes que abordam esse universo.

Como as opções do catálogo do Netflix são amplas, listamos no post de hoje algumas das melhores escolhas. De documentários a ficções, essas obras devem ajudá-lo a aprofundar os conhecimentos sobre o tema, além de trazer entretenimento e diversão. Mas não se assuste! Crises financeiras e grandes escândalos são ótimos elementos para filmes e você vai perceber que grande parte da lista se refere a esses temas. É interessante conhecer os casos extremos para atentar à importância de aprender mais sobre esse mercado e escolher empresas bem conceituadas para investir com segurança e tranquilidade!

Confira!

1. Wall Street – Poder e Cobiça (1987)

Um grande clássico do cinema, Wall Street retrata o mercado financeiro da década de 80, contando a vida de Buddy Fox (Charlie Sheen), um jovem corretor da bolsa de Nova York que almeja a vida de milionário.

O enriquecimento se dá de forma rápida quando ele conhece Gordon Gekko (Michael Douglas), um icônico e inescrupuloso investidor que se favorece de informações privilegiadas para obter lucros estratosféricos. Com várias referências à obra milenar “A Arte da Guerra”, o filme traz importantes lições sobre estratégia e liderança e mostra como a cobiça desmedida pode corromper e arruinar uma pessoa.

Em 2010, foi lançada a continuação denominada “Wall Street – O Dinheiro nunca dorme”, também estrelada por Michael Douglas e Charlie Sheen.

2. Enron – Os Mais Espertos da Sala (2005)

Esse documentário narra um dos maiores escândalos financeiros da história mundial, que culminou na queda da Enron Corporation, empresa de energia que chegou a ser a sétima maior dos Estados Unidos. Através de um esquema de fraude contábil, a Enron conseguiu mascarar bilhões de dólares em dívidas, resultando em enormes perdas aos acionistas.

Com humor inteligente e ácido, o filme reúne depoimentos, reportagens e gravações internas, ilustrando a ascensão e a derrocada da empresa e fazendo um alerta sobre a importância da governança corporativa.

3. O Lobo de Wall Street (2013)

Grande sucesso do cinema, esse filme de Martin Scorsese traz a história de Jordan Belfort, interpretado por Leonardo DiCaprio, um ambicioso corretor de ações que trabalha duro, seguindo as orientações de seu mentor Mark Hanna (Matthew McConaughey).

Belfort acaba perdendo o emprego em Wall Street devido a uma grande queda da bolsa e decide criar sua própria empresa, com a ideia de negociar papéis de baixo valor, fora do pregão, que garantem altíssima comissão a quem vendê-los. Com a ajuda de velhos amigos, consegue fazer com que a Stratton Oakmont proporcione a todos um enriquecimento rápido e uma vida cheia de excessos e promiscuidade.

De forma engraçada e dramática, Scorsese retrata a depravação que vem com a busca pelo prazer absoluto e as consequências de uma vida sem escrúpulos.

4. Trabalho Interno (2010)

O documentário dirigido por Charles Ferguson busca a compreensão dos fatores que levaram à crise financeira de 2008. Por meio de uma longa pesquisa sobre o assunto, entrevistando políticos, acadêmicos, grandes nomes do mercado e jornalistas, o diretor exibe a tese de que as instituições financeiras estavam cientes de que a crise poderia acontecer.

A obra trata de desvendar os relacionamentos entre personagens importantes na maior crise do século XXI e não evita de apontar dedos aos que considera culpados. Com uma visão bastante enviesada, a ideia simplista de que as instituições financeiras seriam as únicas culpadas pela crise rendeu algumas críticas. De qualquer forma, traz uma análise interessante que, se bem ponderada, pode ser enriquecedora.

5. Margin Call – O Dia Antes do Fim (2011)

Também abordando a crise de 2008, essa obra faz referência ao Banco Lehman Brothers, remontando de forma magistral os acontecimentos que antecederam a quebra da instituição e o estopim do colapso que marcou a maior depressão econômica dos últimos tempos. Com atuação de Kevin Spacey, Jeremy Irons e Demi Moore, o filme mostra a trajetória de um Banco de investimentos que se vê diante de um problema de trilhões de dólares e precisa vender ativos para se safar da bancarrota. Uma equipe de funcionários é envolvida na missão e acabam descobrindo que o problema é muito mais grave do que poderiam imaginar. Começam uma árdua jornada para tentar diminuir as consequências que o colapso acarretaria ao sistema financeiro global e na tentativa de fazer uma “transição suave”, decisões difíceis e polêmicas devem ser tomadas.

6. A Grande Aposta (2015)

Outro dos bons filmes disponíveis no Netflix sobre investimentos é essa obra-prima de Adam McKay baseada no livro de Michael Lewis. Estrelado por Christian Bale, o longa apresenta a história de Michael Burry, gestor de um grande fundo de investimentos que prevê o colapso financeiro e investe uma alta quantia na aposta de que o sistema imobiliário americano vai à ruína. Enquanto isso, outros agentes do mercado tentam compreender a situação e tirar o máximo de proveito do que está por vir. Em atuações brilhantes, Ryan Gosling, Steve Carell e Brad Pitt são nomes de destaque, interpretando personagens fortes e peculiares, que garantem ao longa humor sarcástico e inteligente.

Apesar da tecnicidade do tema, o filme apresenta em seu início uma breve aula da história financeira e interrompe alguns atos para explicar, de forma didática, os termos mais complexos, inclusive com participação de personalidades famosas, como o economista Richard Thaler, ganhador do Nobel de Economia deste ano.

7. Trocando as Bolas (1983)

Para quem gosta de comédias, essa é inspirada no livro “O Príncipe e o Mendigo”, de Mark Twain e conta a história de Billy Ray Valentine (Eddie Murphy), um morador de rua que, do dia pra noite, tem a vida trocada com a de um endinheirado corretor de Wall Street. Tal fato ocorre em decorrência de uma aposta de dois irmãos, donos de uma importante corretora de valores, baseada na dúvida sobre qual o fator preponderante para o sucesso de uma pessoa, o genético ou o meio em que se insere. Motivados a descobrir o resultado, eles decidem utilizar duas cobaias e tiram tudo de um de seus bem sucedidos funcionários para dar ao mendigo. Esse arrojado experimento tem consequências inusitadas, que garantem muitas risadas.

Agora, só falta fazer a pipoca e sentar no sofá! Não deixe de nos contar o que achou dessas sugestões e se tiver gostado, compartilhe este post em suas redes sociais!

7 filmes na Netflix para quem quer saber sobre o mundo dos investimentos
3.3 (66.67%) 3 votos