“Quem casa quer casa”, diziam nossos avós. E os jovens abraçam a ideia sem fazer a pergunta mais importante. Afinal, o que vale mais a pena: alugar ou comprar um imóvel?

No Brasil, a cultura de comprar imóvel em vez de alugar é bastante difundida e aceita sem muitos questionamentos. Principalmente entre os casais mais jovens, o sonho de adquirir casa própria é um objetivo de vida, mesmo antes do casamento.

A decisão vai depender de cada caso e de cada momento particular. Para chegar a uma resposta e seguir o melhor caminho, é preciso analisar uma série de aspectos das duas opções. Foi para isso que preparamos este artigo. Leia até o fim, antes de decidir!

Comprar um imóvel ou não comprar, eis a questão

Construtoras e corretores de imóveis sustentam a ideia de que comprar é um bom negócio quando os preços estão caindo. Em princípio, sim, o argumento é correto, mas será que é sensato fazer um investimento tão alto só porque o mercado está em baixa? Pode não ser. Então, antes de dar o passo, é melhor analisar outros aspectos envolvidos:

1. O estágio de sua carreira profissional

Você tem um emprego ou um empreendimento sólido e acredita que permanecerá na mesma carreira por vários anos, sem planos de se mudar para outra cidade ou país? Então, a compra pode ser justificável.

Se, pelo contrário, você ainda está se firmando na profissão e disposto a encarar desafios, tais como uma transferência para outros locais, pode ser melhor continuar morando de aluguel até se estabilizar profissionalmente.

2. Sua capacidade de assumir um compromisso a longo prazo

Esse aspecto está diretamente relacionado à sua estabilidade profissional: você tem capacidade financeira de arcar com o pagamento de um empréstimo a longo prazo? Poderá manter uma reserva de emergência ou um plano B para pagar as prestações em uma eventual situação de desemprego na família?

Não se esqueça de que a garantia do empréstimo habitacional é o próprio imóvel. No caso de inadimplência, a instituição credora poderá retomar sua propriedade, pondo seu investimento a perder.

3. A opção que vai proporcionar maior conforto

Muitas vezes, o imóvel que você poderá comprar será menor e em um bairro mais distante. Em nome do conforto da família, alugar um imóvel com boa localização, em um bairro com boa infraestrutura e mais próximo do trabalho ou da escola das crianças, pode ser melhor do que comprar.

Então, se sua situação financeira ainda não permite a aquisição do imóvel ideal para atender às necessidades da família, continue no aluguel por mais algum tempo, até juntar mais recursos.

4. Seus outros objetivos de vida

A compra da casa própria será, provavelmente, o maior investimento financeiro de sua vida. O que você não deve esquecer é que concentrar todo o dinheiro para alcançar tal objetivo pode comprometer seus outros planos e compromissos a longo prazo.

Outros projetos familiares são igualmente importantes e demandam recursos financeiros: a chegada de um filho, a educação das crianças, o estágio profissional no exterior, aquela viagem a dois tão sonhada etc. Pense se vale a pena sacrificar todos os outros planos familiares em nome da casa própria.

Quando a compra é um bom negócio

Além do preço em baixa, há outros fatores que indicam que a compra pode ser melhor que o aluguel. Veja:

Estabilidade profissional

Você está certo de que sua carreira permite que a família permaneça no mesmo país ou cidade pelos próximos 5 anos, pelo menos? Então, a compra pode ser uma boa opção, principalmente ao considerar que os aluguéis podem aumentar mais do que as prestações do financiamento. Na verdade, em alguns planos de empréstimo habitacional os encargos decrescem, na medida em que o tempo passa.

Recursos para dar uma entrada maior

Quanto maior for o valor da entrada na aquisição de um imóvel, mais vantajosa será a compra. Se sua situação financeira é estável e o uso dos recursos para reduzir a parcela financiada não prejudica os outros planos da família, sair do aluguel e optar pela aquisição do imóvel próprio é o melhor caminho.

A possibilidade de usar os recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) como parte do sinal de pagamento também é bastante atraente, já que isso não é possível no aluguel.

A formação de um patrimônio para a família

Essa, sem dúvida, é a vantagem de maior peso ao decidir entre alugar ou comprar um imóvel: sua família terá um patrimônio garantido para o futuro. Aos poucos, você pagará as prestações de uma propriedade que será totalmente sua no fim do prazo do financiamento.

Outro aspecto para levar em consideração: os empréstimos habitacionais são cobertos por um seguro que garante a quitação total ou parcial do saldo devedor em caso de morte ou invalidez do comprador.

Outros fatores a ter em mente antes de decidir

  • Ao encontrar o imóvel ideal, compare o valor da prestação de um financiamento com o de um aluguel. Qual é o melhor custo-benefício?
  • Investindo seus recursos com inteligência você teria rendimentos suficientes para pagar o aluguel de um bom imóvel? Em caso positivo, ótimo: você pode morar bem e ainda preservar seu capital.
  • Em caso de financiamento, você pode até perder o imóvel se não conseguir pagar as prestações. No caso do aluguel, se a situação apertar, é mais fácil entregar o imóvel e se mudar para um mais barato.
  • Por outro lado, se o poder aquisitivo da família aumentar, alugar um imóvel mais confortável é mais simples do que transferir um financiamento habitacional e comprar outro apartamento.
  • A aquisição de um imóvel envolve gastos extras que não existem ao alugar, como o pagamento do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI), o lavramento da escritura, o registro em cartório etc.

 

Ao final da leitura de nosso artigo, você já conta com informações importantes para apoiar sua decisão de alugar ou comprar um imóvel. Se a opção for pelo aluguel enquanto espera o momento ideal para comprar, o próximo passo é pesquisar e escolher o melhor investimento para seus recursos já poupados. Para isso, o papel de uma boa empresa gestora de investimentos será fundamental a fim de garantir um bom retorno financeiro.

Aproveite a chance e leia também o nosso artigo para investir sem medo. Você só tem a ganhar!

O que mais vale a pena: alugar ou comprar um imóvel?
5 (100%) 2 votos