Poupar dinheiro, ter estabilidade, segurança financeira e obter bons rendimentos são os fatores que tornam todos os investidores iguais, certo? Errado! Se você pretende ingressar no universo financeiro, é importante entender que existem, sim, características únicas que indicam diferentes formas de investir. 

Cada tipo de aplicação deve ser avaliado para que se entenda se é adequada às características de um determinado investidor, seus objetivos, tolerância a risco, volume de recurso entre outros. Então, isso significa que existe um perfil do investidor? É o que veremos a seguir!

Existem perfis de investidores?

Sim! Tais perfis existem e diferem bastante entre si. Geralmente eles são medidos por meio de análises de:

  • renda mensal;
  • idade;
  • grau de escolaridade;
  • prazo;
  • tolerância ao risco;
  • objetivos do investimento;
  • valor investido;
  • experiência no mercado financeiro;
  • frequência das aplicações realizadas;
  • necessidade da utilização dos recursos;
  • ativos que compõem o patrimônio do investidor.

Com base nisso, é possível determinar qual é o perfil do investidor e abrir uma série de opções de investimento que mais se adéquem a ele. 

Independentemente do tipo, é essencial diversificar as aplicações no mercado financeiro, a fim de reduzir riscos inerentes ao investimento.

Por que é importante conhecer os perfis?

O principal motivo para conhecer os perfis é poder identificar quais produtos ou sesta de produtos poderá satisfazer melhor as expectativas de resultado do investidor, minimizando as chances de frustra-lo. As principais situações que poderiam gerar essas frustrações e que devem ser mitigadas pela análise do perfil do investidor podem ser:

  • necessidade de retirada do valor antes do prazo previsto;
  • redução de rentabilidade;
  • perda de oportunidades;
  • prejuízo por ansiedade;
  • investimento de dinheiro comprometido.

Por isso, é importante identificar quem está disposto a assumir riscos e é capaz de lidar bem com a variação de mercado, e aqueles que não estão. ?Além disso, é fundamental analisar, caso a caso, quanto e como um investidor pode aplicar.

Quais são os perfis?

Os perfis são, geralmente, separados em três categorias: conservador, moderado e arrojado (também chamado de agressivo).

Para proteger os investidores de aplicações inadequadas, as instituições financeiras devem recomendar investimentos iguais ou mais conservadores que o perfil do cliente. Se mesmo assim o cliente insistir, ele deve receber um alerta da instituição e é ideal que emita uma declaração expressa de ciência da situação.?

Quer conhecer cada um dos perfis e tentar identificar qual é o seu? Vamos lá!

Conservador 

Normalmente atribuído aos investidores com objetivos a curto e médio prazo, o perfil conservador é aquele que pauta na segurança as decisões sobre as suas aplicações. Geralmente demanda investimentos com boa liquidez, mais do que alta rentabilidade.

O investidor conservador preza por aplicar em produtos com rentabilidades mais previsíveis, é possível que ele não tolere perdas, não admitindo colocar seu patrimônio em risco.

Por essas razões, as opções mais indicadas são aquelas de renda fixa pós-fixadas, nas quais o investidor mantém a maior parte de sua carteira de investimentos. Apesar de se sentir mais confortável assim, é importante considerar uma pequena parcela de produtos em níveis um pouco mais variados, a fim de diversificar as aplicações e tentar atingir ganhos em longo prazo.

Algumas opções para esse perfil são:

  • fundos referenciados DI;
  • fundos de renda fixa;
  • poupança;
  • Tesouro Direto.
  • Fundos multimercado de baixa volatilidade

Moderado

Esse perfil de investidor está atrelado àqueles que prezam pela segurança de seus investimentos, mas que estão dispostos a tentar produtos mais ousados e com riscos um pouco maiores, a fim de galgar ganhos melhores em longo prazo.

Apesar de não gostar de correr riscos expressivos, esse perfil do investidor aceita diversificar bastante a sua carteira de investimentos, principalmente frente a planejamentos bem-estruturados. Sua busca é por aplicações equilibradas em diversas classes de ativos, sem cometer excessos.

Para esse perfil, além dos demais, algumas opções são:

  • renda fixa;
  • notas;
  • Certificado de Depósito Bancário (CDB);
  • letras;
  • Tesouro Direto;
  • Fundos Multimercados média volatilidade

Arrojado

O foco das pessoas de perfil arrojado é obter grandes ganhos a longo prazo. Por essa razão, esse é um indivíduo que tolera riscos mais altos, pois sabe que eles estão relacionados a retornos maiores.

Esse investidor submete a sua carteira à volatilidade do mercado (possibilidade de grandes oscilações), pois compreende que em longo prazo seu resultado será dentro da expectativa. Está sempre consciente do risco assumido, que normalmente já foi calculado. 

Porém, ser arrojado não significa que você deve colocar toda a carteira em risco, os investimentos que integram seu portfólio, além dos citados anteriormente, costumam incluir:

  • ações;
  • derivativos;
  • moeda estrangeira;
  • debêntures;
  • fundos imobiliários;
  • fundos de ações;
  • certificados;
  • letras;
  • Fundos Multimercado alta volatilidade.

Nenhum investimento ou perfil do investidor é melhor que o outro. O que acontece é que existem opções de aplicações mais adequadas para cada tipo.

Os perfis podem se modificar ao longo do tempo, por isso é importante se manter informado sobre como você investe, para que seja possível aplicar seus recursos com maior segurança, dentro de um grau de risco aceitável.

Apesar de ser uma responsabilidade das instituições financeiras alertar o cliente sobre investimentos inadequados, é fundamental que o próprio investidor busque cada vez mais informações sobre as aplicações que possui. Essa é uma prática essencial para reduzir insatisfações e perdas de capital.

Como citado, o nível de conhecimento sobre o mercado financeiro também pode determinar formas eficientes de diversificar a carteira de investimentos. Quer se tornar um aplicador melhor? Leia este texto e aprenda quais são as 7 características de um investidor inteligente!

 

Perfil do investidor: existe perfil para investir?
Avalie esse post